sexta-feira, 11 de maio de 2012

Hipertensão Arterial





            De acordo com Ministério da saúde as doenças cardiovasculares são hoje um grave problema de saúde pública, elas representam a primeira causa de morte no país. Dentro das doenças cardiovasculares, destaca-se a Hipertensão Arterial, o coração é uma bomba eficiente que bate de 60 a 80 vezes por minuto durante toda a nossa vida e impulsiona de 5 a 6 litros de sangue por minuto para todo o corpo, a pressão arterial é a força com a qual o coração bombeia o sangue através dos vasos, é determinada pelo volume de sangue que sai do coração e a resistência que ele encontra para circular no corpo, ela pode ser modificada pela variação do volume de sangue ou viscosidade (espessura) do sangue, da frequência cardíaca (batimentos cardíacos por minuto) e da elasticidade dos vasos. O desafio hoje em dia para os profissionais da saúde e educadores é incorporar na rotina dos serviços de saúde, nas comunidades e, sobretudo na vida de cada cidadão, a prática de hábitos de vida.




Definição e Causas
A hipertensão arterial ou pressão alta é uma doença que ataca os vasos sanguíneos, coração, cérebro, olhos e pode causar paralisação dos rins. Ocorre quando a medida da pressão se mantém frequentemente acima de 140 por 90 mmHg. Essa doença é herdada dos pais em 90% dos casos, mas há vários fatores que influenciam nos níveis de pressão arterial, entre eles:
- fumo, consumo de bebidas alcoólicas, obesidade, estresse, grande consumo de sal, níveis altos de colesterol, falta de atividade física;
- além desses fatores de risco, sabe-se que sua incidência é maior na raça negra, aumenta com a idade, é maior entre homens com até 50 anos, entre mulheres acima de 50 anos e em diabéticos;

Sintomas
Os sintomas da hipertensão costumam aparecer somente quando a pressão sobe muito: podem ocorrer dores no peito, dor de cabeça, tonturas, zumbido no ouvido, fraqueza, visão embaçada e sangramento nasal.

Tratamento e Prevenção
A pressão alta não tem cura, mas tem tratamento para ser controlada. Somente o médico poderá determinar o melhor método para cada paciente, mas além dos medicamentos disponíveis atualmente, é imprescindível adotar um estilo de vida saudável:   




  • Manter o peso adequado, se necessário, mudando hábitos alimentares;
  • Não abusar do sal, utilizando outros temperos que ressaltam o sabor dos alimentos;
  • Praticar atividade física regular, evitando ficar parado: caminhe mais, suba escadas em vez de usar o elevador;
  • Aproveitar momentos de lazer;
  • Evitar o estresse tentando levar os problemas do dia-a-dia de maneira mais tranquila;
  • Abandonar o fumo;
  • Moderar o consumo de álcool;
  • Tenha uma alimentação saudável, evitando alimentos gordurosos, se necessário procure atendimento de um nutricionista;
  • Controlar o diabetes;
  • Compareça as consultas regularmente;
  • Não abandone o tratamento;
  • Tome medicação conforme a orientação médica.




IMPORTANTE
·         Somente um médico pode diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios.
Orientação Técnica - Educadores Universitários

O desafio hoje em dia para os profissionais da saúde e educadores é incorporar na rotina dos serviços de saúde, nas comunidades e, sobretudo na vida de cada cidadão, a prática de hábitos saudáveis de vida. 
Tendo em vista o alto índice de casos de hipertensão na população e levando em conta que esse número esta aumentando ainda mais, foi realizado uma Orientação Técnica para os Educadores Universitários no dia 29/04/2012 na Escola Estadual Professor Nelson Cabrini, a fim de promover multiplicação de informações. Por meio de palestras e dinâmicas foi abordado questões mais importantes sobre a doença, como, sistema cardiovascular, definição, fatores de risco, sinais e sintomas, tratamento e prevenção. Para a realização da dinâmica cada participante recebeu uma bexiga e um pedaço de papel contendo uma pergunta relacionada ao tema, pré-elaboradas pelas monitoras, onde dobraram a pergunta e guardaram dentro da bexiga e com uma música animada, em duplas, os participantes começaram dançar, eles tinham que proteger suas bexigas e estourar as bexigas do par adversário. 




Orientação com os Universitários





Dinâmica
Por: Lilian Ramos Guimarães Nunes
        Soraya Martines Siqueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário